Mandalas para cura e reequilíbrio.

Mandalas

A expressão mandala provém de uma palavra da língua sânscrita, falada na Índia antiga, e significa, literalmente, um círculo, ainda que também (como composto de manda = essência e la = conteúdo) seja entendida como “o que contém a essência” ou “ a esfera da essência” ou ainda “o círculo da essência”, “círculo mágico” ou “concentração de energia.”

Mandalas são muito utilizadas na Índia e no budismo tibetano, como forma de manifestação espiritual e contemplação.

Foram muito estudadas pelo psicanalista Suíço Carl Gustav Jung e por Richard Wilhelm.

Jung estudou a mandalas e as utilizou de diversas maneiras em seu consultório. Verificou que seus pacientes melhoravam ou relaxavam com o uso delas. Ele dizia que as mandalas  trabalhavam a psique, atuando no processo de autoconhecimento de cada pessoa.

Observando-as no mundo ocidental, descobriu o efeito de auto-cura que elas exerciam, inclusive em si mesmo.

Mandalas têm diferentes padrões visuais que despertam sensações diferentes.

Jung também verificou que as imagens são utilizadas para consolidar o ser interior ou para favorecer a meditação em profundidade. Explicam que a contemplação de uma mandala pode inspirar a serenidade e ajudar a reencontrar um sentido e ordem na vida.

Podemos meditar com elas, a mandala irá colocar, de forma sutil, no lugar certo aquilo que se encontra fora de lugar, Jung diz que “A mandala possui uma eficácia dupla: conservar a ordem psíquica se ela já existe; restabelecê-la, se desapareceu. Nesse último caso, exerce uma função estimulante e criadora.

Produz efeitos meditativos e terapêuticos em pessoas e ambientes devido a sua simetria harmoniosa, rítmica e pelos matizes das cores agregadas. Esta combinação de elementos produz reverberações imperceptíveis aos olhos humanos, mas capazes de promover efeitos benéficos à saúde física, mental e emocional.

Na arte podemos ver as mandalas retratadas de várias formas, nas abobadas das grandes catedrais européias, nos vitrais de Chartres, nas auréolas dos santos, em pratos e porcelanas chinesas e gregas, na arte indígena e rupestre.
Atualmente muitos artistas pintam e desenham lindas mandalas decorativas para comporem ambientes.

Mandala postar

Compartilhamos as nossas mandalas em nossa galeria, clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s