Florais e Hipnose terapêutica no SUS.

As duas terapias foram incluídas desde 2018 e atuam na prevenção e tratamento de doenças.Florais e Hipnose terapêutica no SUS.

 

A inclusão de terapias e práticas integrativas no SUS vem crescendo a cada ano devido aos seus resultados e da própria procura da população.

São tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para curar e prevenir doenças como depressão, hipertensão, stress, ansiedade e diversos outros males, segundo comunicado do Ministério da Saúde.

A inclusão se deve a portaria GM N°702, de 21 de março de 2018, institui a terapia de florais no sistema de saúde pública, além de outras nove práticas, entre elas a aromaterapia e a cromoterapia.

Ao inserir a terapia de florais no SUS ampliamos as abordagens de cuidado e as possibilidades terapêuticas para os usuários, garantindo uma maior integralidade e resolubilidade da atenção básica que é a porta de entrada do usuário no SUS. Entendo que a terapia de florais por tratar-se de recurso terapêutico que busca estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e da recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras, de caráter multiprofissional, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade todos nós ganhamos com a inserção dessa prática no SUS.

Além de integrar a terapia de florais ao SUS, a PNPIC apoia e dialoga com outras áreas transversais para o desenvolvimento de legislação e/ou normatização para oferta de serviços e produtos de qualidade, ampliando os conhecimentos relacionados e qualificando os profissionais envolvidos com essas práticas integrativas e complementares, portanto com a inserção da terapia de florais representa importante avanço do ponto de vista da integralidade do cuidado em saúde.

É importante ressaltar que a inserção da terapia de florais no SUS por meio da PNPIC sem dúvidas representa um grande avanço e momento de celebração para todos que exercem e defendem a terapia de florais como potente ferramenta terapêutica de cuidado em saúde, mas isso é só o começo, temos uma longa caminhada para estruturar e qualificar a oferta da terapia de florais nos diversos pontos da Rede de Atenção à Saúde (RAS).

A hipnoterapia utiliza estados alterados de consciência como método alternativo para os tratamentos, ela pode ajudar o indivíduo a se livrar de traumas, fobias, comportamentos indesejados, vícios, desbloquear aprendizados, melhorar a concentração e memória, auxiliar em distúrbios alimentares, distúrbios sexuais femininos e masculinos.

A hipnose é uma das terapias mais eficazes para esses casos, com ela é possível trabalhar a neuroplasticidade, ou seja, a capacidade que o nosso sistema nervoso tem de se refazer e  recriar novos caminhos neurais que levam a cura.

A inclusão dessas terapias é um grande passo no sistema de saúde público no sentido de uma maior qualidade de vida para a população, essas terapias olham o indivíduo de maneira completa e não como formas fragmentadas.

A hipnose já é reconhecida no Brasil por quatro conselhos federais, o de Psicologia (CFP), Medicina (CFM), Odontologia (CFO) e Fisioterapia e Terapia ocupacional (COFFITO).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s