Você é um mundo de energias.

As energias dos ambientes podem equilibrar ou desequilibrar o nosso campo energético.

aura2

Vale muito a pena equilibrarmos as nossas energias, esse campo energético parece muitas vezes estar externo a nós mas na verdade não está, ele faz parte de nós.

Fazemos parte de um vasto oceano de energia interagindo uns com os outros e com tudo a nossa volta.

A Natureza emana energias, (o espectro verde é curativo), o Sol emana energia (energia que alimenta e dá vida), o oceano, as praias, cachoeiras…

Quem nunca se sentiu revigorado depois de uma caminhada ou algum tempo perto da Natureza ?

Isso se deve a boa parte por causa dessa interação do nosso campo energético com o campo equilibrado da Natureza.

Treine a sua percepção e você vai começar a sentir essa sutil diferença, as vezes a diferença nem é tão sutil assim.

As energias dos ambientes podem equilibrar ou desequilibrar o nosso campo energético.

Fique atento(a) !

Anúncios

Qual é a diferença entre uma energia curativa e outra?

A diferença está na densidade, ou seja, no tipo de onda que emana.

tipos de energia

 

Quanto menor a onda mais densa a energia, quanto maior a onda menor a densidade, e assim como os raios do sol se desfragmentam em cores quanto passam pela chuva, criando o arco-íris, também as ondas tem suas cores definidas pelo tamanho da onda que emitem, ou seja, quanto mais para tons de vermelho e terra, mais densa a energia, e mais leve ou sutil esta será quanto mais violáceo for seu tom mais sutil ela será.

Cada tipo de energia se adapta a um problema, assim como cada especialidade da medicina trata uma doença. Não podemos rotular, como por exemplo; quanto mais sutil mais eficaz será ou melhor, pois não é verdade.

Para cada problema existe uma forma ideal de trabalho. Observe que você necessita de uma broca para furar um dente mas apenas de um bisturi para cortar a pele. Você necessitará de energias mais densas para tratar de falta de energia ou causar alteração nas camadas mais densas e utilizará energias mais sutis para trabalhos de reequilíbrio e nas camadas mais sutis dos seres. Também existem outras características que diferenciam as curas como a forma de canalização ou ativação.

Medicina Integrativa no SUS – Entrevista médica.

Quero compartilhar com vocês essa pequena entrevista no canal G1 da Globo com  a Dra. Tânia Helena sobre práticas integrativas no SUS.

Veja como o Reiki ( ela traz uma boa explicação sobre o Reiki ) e demais práticas integrativas já estão fazendo parte dos hospitais no Brasil, elas atuam de forma mais humanizada na medicina trazendo mais equilíbrio físico, mental e espiritual.
A entrevista também traz um depoimento do cantor lucas Lucco sobre o Reiki.
Vale a pena assistir.

Um pouco mais sobre o Reiki – Agni Terapias

O Reiki é uma grande força para a evolução das pessoas, um caminho de harmonização interior com o Universo, uma oportunidade para crescer e transformar-se.

Um pouco mais sobre o Reiki - Agni terapias
Ao longo desses 20 anos em que entrei em contato com o Reiki pude observar e vivenciar os diversos efeitos positivos que essa maravilhosa técnica, simples e eficaz proporciona.
Uma verdadeira harmonização, equilíbrio, reposição energética e trás um contato maior consigo mesmo, além de todos os benefícios físicos, presenciamos muitas vezes verdadeiros milagres, e tudo isso é um conjunto de muitas variáveis, onde todos nós somos seres integrais, corpo, mente e espírito, o Reiki atua reequilibrando esses três sistemas levando harmonia entre eles.
Esse conjunto de atuação gera um método de redução de estresse, e com isso ativa toda a potencialidade que o corpo humano possui de se reequilibrar, e ainda sim, é um sistema próprio para despertar o poder que habita em cada um de nós, um sistema revolucionário que se adaptou muito bem ao ocidente devido a sua eficiência e simplicidade.
O Reiki é uma grande força deste planeta para a evolução das pessoas, um caminho de harmonização interior com o Universo, um grande presente, uma oportunidade para crescer e transformar-se.
Várias personalidades pelo mundo já utilizam do Reiki em suas vidas como caminho de autocura, autoconhecimento e como uma maneira de ajudar ao próximo.

Na nova visão holística, energia é absolutamente tudo. Hoje já foram identificados muitos tipos de energia: a energia solar, radioativa, indutiva, elétrica, atômica, térmica, luminosa, plásmica, cósmica, vital e outras.
Também foi descoberto que toda ou qualquer energia é manipulável, ou seja, você pode direcioná-la e transformá-la. Uma fonte de energia luminosa pode ser canalizada por um cristal e se transformar num lazer com aptidões e características diferentes da primeira. O nosso interesse se restringe ao estudo de dois tipos de energia: a vital (ki) e a cósmica (rei). A primeira é a energia responsável pela manutenção da vida, sendo ela animal, vegetal, mineral ou telúrica. E a segunda é o que muitos chamam de energia onírica, espacial, Cósmica ou Chi do Céu (para os chineses). A energia vital na sua camada mais densa pode ser vista através das fotos Kirlian ou através de uma filmadora com sensor áurico de baixa captação vibracional. O grau vibracional humano varia de 6 à 7 hertz.

Quando alguma desarmonia ocorre nos campos energéticos uma intervenção interna – autocura, ou externa, terapia de uma energia (agulhas, calor, bioenergética, Feng Shui, homeopatia, floral, etc) equilibradora ou de grau vibracional sutil (Reiki, Chi Kung, cura pânica ou outras técnicas energéticas) poderá harmonizá-la novamente e com esta interferência é que se dá a cura. Esta energia cósmica de alta vibração tem suas características próprias e somente pode ser sentida ou percebia, mas não vista pelos olhos humanos.

 

 

A aura humana

Tudo o que existe e se manifesta no plano físico, desde uma pedra, uma planta até os animais e o homem, possui também uma manifestação de energia mais sutil que pode ser chamada de campo energético.

a aura humana

Os cientistas utilizam a freqüência da velocidade da luz como uma referência para designar o que é matéria física de energias mais sutis. Todas as manifestações físicas que podem ser percebidas com os cinco sentidos vibram numa freqüência abaixo da freqüência da velocidade da luz. Porém, o que podemos chamar de campo energético ou de aura são manifestações da energia que vibram numa freqüência acima da velocidade da luz e que não podem ser percebidas com os cinco sentidos. A aura é um campo de energia que circunda o corpo, protegendo-o como envoltório de luz. Este envoltório pode ir de poucos metros até alguns quilômetros em seres iluminados como Jesus e Buda. Além da extensão, a cor é determinante para se conhecer o estado emocional e de saúde de uma pessoa.
Quando ficamos doentes a aura se retrai e a sua cor adquire tonalidades escuras, vibrando em frequências mais baixas, o que tende a agravar ainda mais nosso estado.
Da mesma forma que age nos chacras, a energia Reiki age na aura, restaurando, limpando fortalecendo e protegendo.

Hoje em dia já é possível visualizar o estado da aura através de um processo chamado Fotografia Kirlian. Atente para o fato de que uma fotografia Kirlian não é foto da aura, e sim o registro fotográfico de um fenômeno elétrico influenciado por ela e registrado em um filme comum. Através desta fotografia pode-se analisar o estado geral do paciente nos mais diversos níveis, e até diagnosticar doenças com vários meses de antecedência, pois os corpos energéticos precedem o físico. Isto permite adiantar o tratamento, evitando muitas vezes o aparecimento da enfermidade.

A aura divide-se em sub-camadas, e que cada uma destas está relacionada a uma a uma função específica. Elas se interpenetram e cercam umas às outras de forma
sucessiva. Cada uma se compõem de substâncias mais finas e de vibrações mais altas à medida que se afasta do corpo físico. Também chamamos essas subdivisões da aura humana em corpos